Artigo 19 - Prevendo movimentos



No universo de Naruto, os portadores de níveis elevados do Sharingan são dotados de uma habilidade que beira a vidência, eles podem "prever" certos movimentos do adversário e se preparar de antemão para recebê-los. No Naruto-Arena é possível fazer algo semelhante e você sequer precisará de um Sharingan.

Entendendo o conceito
O método a ser explicado a seguir precisa ser utilizado com bastante atenção, uma vez que um turno mal analisado pode descambar com todas as suas previsões.
No antigo Naruto-Arena, para se prever movimentos inimigos passava-se por uma experiência muito mais fácil e precisa. No NA de hoje, com o surgimento dos golpes "invisíveis" e da remoção de "um chakra ou outro", este método tornou-se fortemente menos preciso, mas ainda assim utilizável.
Para se analisar uma partida hoje você usará de 3 elementos principais: o turno passado, o turno atual e o turno posterior. Antes de entrar em maiores detalhes, vamos criar uma situação hipotética.
A minha equipe possui: Ino com 80 pontos de vida e Naruto com 80 pontos de vida. O oponente tem Temari com 100 e Four Tails (S) com 65. No próximo turno, Ino volta com 35 pontos de vida e Naruto com 45. O que o oponente fez? Se você sabe que o único ataque AoE da Four Tails (S) causa 20 pontos de dano, sobra 35 e 25 respectivamente para distribuir, o que se encaixar precisamente na Summoning Weasel da Temari. Se ela utilizou esta técnica, que possui mais de 1 turno de cooldown, também sabemos que estaremos seguros dela no próximo turno. Desta forma, podemos fazer duas previsões, se após a contagem de chakra (explicada abaixo) soubermos que o oponente tem dois ou menos chakras, ambos os personagens estão seguros. Se tiver três ou mais chakras, um dos dois pode morrer, seja por uma combinação de Four Tails (S) e Temari, ou pelo simples ataque de 50 da Four Tails (S).

Este foi um exemplo bem simples e que não retrata todos os elementos de análise de partida, mas foi colocado para servir de aquecimento e para que possa montar mais um menos uma imagem na cabeça de você, leitor.

O próximo passo é conhecer os elementos de análise. São dois e iremos entrar em detalhes com cada um:
- Contagem de chakras
O princípio mais básico. Utiliza das leituras do turno passado, presente e futuro por contar com elementos incertos como o uso de skills invisíveis.
Você deve começar a contar os chakras adversários assim que o jogo se iniciar. Lembre-se que a cada turno, o oponente ganha 1 chakra por cada char que ainda estiver vivo em sua equipe. Toda vez que o oponente usar um skill, deduza a quantidade de chakras que o skill requisitou da soma total de chakras que você tinha anotado.
Exemplo: De acordo com as minhas anotações, o oponente possui 5 chakras no momento. Quando volta o turno para você, você percebe que o adversário usou um Rasengan e defendeu com outro personagem. Vamos às contas: Rasengan gasta dois chakras e a defesa gasta um. Dois mais um é igual a três (2+1=3), menos cinco é igual a dois (5-3=2). Ou seja, o oponente agora possui 2 chakras na reserva. Considerando que você não mate ninguém este turno, quando voltar para o oponente você saberá que ele possui, novamente, cinco chakras em sua reserva.

Como já foi falado, skills invisíveis tendem a tornar este método mais complicado, mas não impossível. Com skills invisíveis você deve agir da seguinte forma: conte os chakras normalmente, porém, quando passar o seu turno, verifique se foram usados quaisquer skills do tipo (é possível identificar todos, geralmente o ícone deles aparece ao passar o turno) e desconte o custo dele da quantia de chakra do adversário.
No caso do Deidara (S), que não possui um informe de uso de skill, você deve prestar atenção no dano que ele causa. Quinze de dano significa que não usou a argila, 20 de dano significa que usou uma vez e 20 de dano em todos significa que usou duas vezes. Ao enfrentar Deidara's crie uma tabela separada e conte cada turno que passar até confirmar o tamanho da argila que ele estiver a usar.

Em relação à personagens que removem um chakra ou outro, o mais indicado é que você não deduza nenhum chakra quando utilizar skills deste tipo, uma vez que você não pode afirmar que um chakra ou outro foi, de fato, removido. Continue contando normal. Caso o oponente tenha mesmo perdido algum chakra isto só influenciará para o bem no decorrer do jogo. Caso contrário você ainda estará no controle da reserva de chakra do oponente.

- Análise de ataques
Este princípio está diretamente ligado ao anterior, uma vez que você precisa usar dele para saber a quantidade de chakra gasto pelo adversário. Conhecer os skills dos personagens do jogo é deveras importante. Você precisa saber as Classes, custo dos skills, dano que causam e o seu cooldown. Você, porém, não precisa decorar tudo isso, é para isso que existe o NABR. Em caso de qualquer dúvida basta recorrer à nossa página de Personagens.

Colocando em prática
Com os métodos apresentados acima em mente, é hora de colocar o conhecimento em prática. Fazer esta análise da situação torna-se cada vez mais normal e fluida quanto mais você faz. Desta forma você será capaz de saber com exatidão (ou quase) o que te aguarda no próximo turno e como se preparar para tal, seja defensivamente ou ofensivamente.

Pesquisar